Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tradição’

Ficheiro:Indian subcontinent CIA.pngNesse “post”, através de fotos, vocês vão conhecer um pouco do contraste entre a Nova e a Velha Delhi . Vão ter  uma pequena   idéia de como  o povo indiano vive e convive em mundos completamente diferentes , onde  as diferenças não são empecilho para que possam viver e conviver em paz e receber de braços abertos os visitantes. .

A beleza do país está justamente nesse contraste  onde  nada é escondido aos olhos  curiosos dos visitantes. Parece que está a dizer todo o tempo: “Nós somos assim”.

Nova Delhi é o centro de governo e de administração. As duas cidades, Velha Delhi e Nova Delhi funcionam como uma só cidade. Desde 1947 , Nova Delhi é a capital do país e foi também a capital da colônia britânica antes da independência (a capital anterior era Calcutá).

Projetada pelo arquiteto britânico Edwin Lutyens, a cidade é conhecida por seus bulevares amplos  cercados por árvores  e por abrigar diversas instituições e monumentos nacionais.

A modernidade da Nova Delhi, com seus arranha céus, amplas avenidas, condomínios, shoppings centers, estádios de futebol (são 64 no país e o de Nova Delhi tem capacidade para 100 mil pessoas) hotéis luxuosos, parques ecológicos, metrô, contrastam e convivem em perfeita harmonia com a Velha Delhi (Old Delhi) com seu tráfego caótico, mas onde todos se entendem, ruas estreitas e lotadas de pessoas, animais (sagrados), comercio ao ar livre, rikixás, tuc tuc…

Mas, existe um elemento comum, um elo de ligação estreito e profundo,  entre os habitantes de ambas as Delhi – a DEVOÇÃO.

pessoas, onde a família é um bem precioso e os mais velhos reverenciados, respeitados e obedecidos. São os sábios e suas decisões não são questionadas.

Muitos  ocidentais que chegam para visitar país, não estão preparados para esse “encontro”. Questionam  a cultura e hábitos milenares, comparando as diferenças entre seus países e a Índia, esquecendo que  esse povo milenar  resistiu a diversas invasões sem perder a essência da sua cultura, preservada ao longo dos milênios.

Ter a mente aberta para o inusitado e poder usufruir dele. Esse é o lema para que os visitantes possam  aproveitar  toda a beleza  e riqueza desse país pleno de magia, mistérios, história, tradição e muito mais. 

Compreender que as pessoas, em todo o mundo, tem costumes e hábitos diferentes e que não são melhores, nem piores, são iguais a nós.

A Índia é um lugar realmente muito especial e certamente  único porque na diversidade eles encontraram a unidade – A DEVOÇÃO.

O sistema de castas consiste numa antiga e rígida hierarquização da sociedade indiana. Este sistema surgiu baseado em preceitos religiosos do vedismo.

Neste sistema, a casta determina toda a vida de uma pessoa desde o momento do seu nascimento até a morte. O local de moradia, a profissão, o casamento entre outros aspectos da vida são determinados pela casta ao qual pertence.

De acordo com este sistema, pessoas de castas diferentes não podem casar ou ter relacionamentos. Também não é permitida a mudança de casta, pois a crença é a de que a natureza de cada pessoa é determinada pelos deuses.

Porém, como os hindus acreditam na reencarnação, a mudança de uma casta poderia acontecer numa outra vida, de acordo com a evolução espiritual.

Principais castas da antiga organização social da Índia:

– Brâmanes: eram os sacerdotes e possuíam o acesso exclusivo aos textos sagrados.
– Guerreiros: participavam de cargos políticos e da defesa militar do território.
– Mercadores: praticavam o comércio.
– Sudras: escravos

* Dalits – párias (intocáveis): não pertenciam a nenhuma das castas acima e exerciam atividades desprezadas pelos indivíduos das castas. Eram considerados impuros.

O sistema de castas foi abolido oficialmente da Índia na Constituição de 1950. Porém, por razões culturais e religiosas ela ainda faz parte da vida dos indianos.

Agora de partida para o NEPAL.  AGUARDEM O PRÖXIMO POST

Read Full Post »