Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Assuan’

 Navegando pelo Nilo
O Rio Nilo atravessa três países africanos: Uganda, Sudão e Egito. Desemboca, em formato de delta, no Mar Mediterrâneo. Delta do Nilo é uma região plana com um forma triangular, apresentando 160 km de comprimento e 250 km de largura. No Delta, o Nilo bifurca-se em dois canais que levam as suas águas para o Mediterrâneo: a oeste, o canal de Roseta, e, a leste, o de Damieta.  Em seu vale estão localizadas as mais importantes cidades do Egito e do Sudão. Suas águas banham as cidades de Assiut, Lúxor, Assuã e Khartum. Cairo e Alexandria se encontram a montante do delta.                                                                                                                    

 

                                         

                                                                                                                                                  Do lago, onde se encontra a represa de Assuã, o rio corta o Egito até o delta do Nilo, próximo ao Cairo, onde se divide em dois braços, Damietta e Rosetta, intercalados por diversos canais naturais em uma zona de aluviões férteis e com numerosas lagunas.

Represa em Assuã

Para o povo, o rio garante água e energia e possibilita a agricultura. Para os turistas, é cenário de um dos mais fascinantes cruzeiros do mundo.

      

 Nosso cruzeiro, no Sheraton  Nile Cruises, começou em   Assuã onde   passeamos de barco a vela (Felluca) pilotadas por felluqueiros  Núbios-  egípicios negros que falam, entre si, o dialeto núbio o qual não tem escrita.  Nesse passeio  de Felluca, passamos pela Ilha Elefantina e o Cemitério dos antigos governantes de Assuã.  
  
                                                                                                                                                                       Na Felluca – ao fundo a Ilha Elefantina 
 
 
 

 

 

                                                                                                                               
                                                                                                                                                                                                                        

Cemitério dos antigos governantes de Assuã

 
Templo de Isis, na Ilha Philae. Aqui começou toda a História do Egito.                        
 
 Quase todo o país é desértico, menos as margens do Nilo e o seu fértil delta: 4% do mais de 1 milhão de quilômetros quadrados do território, onde se concentra quase todos os 70 milhões de habitantes a segunda maior população da África e a maior do mundo árabe.  

Rio Nilo- Faixa verde e atrá o deserto. Na beira do Rio mulheres lavando roupa e crianças nadando

                     
                     

 

Continuando o cruzeiro agora de  Assuã para Kom Ombo 3 horas  de viagem .                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     

Templo de Kom Ombo- nos arredores da província de Assuã

                                                                                                                                                                                 Aportados em  Edfu  visitamos o Templo de Horus. O deus Horus era casado com a deusa da música – ATHOR.  Toda a história está contada nas paredes do Templo. Diferentemente dos gregos, os egípicios  não faziam teatro, eles desenhavam suas histórias nas paredes dos  templos.                                

Templo de Horus 30 a 180 anos a.C. - esse templo encontrava-se soterrado até 1850.

                                                                                                                                                          Prosseguindo viagem passamos pela antiga eclusa  cuja barragem vai de margem a margem (2 km).

Antiga eclusa

                                                                                                                                                          Já nos aproximando da passagem para o navio. Por vezes  fica congestionada, porque só passa um navio por vez.
                                                                                                     

Ponte se movendo para o navio passar

                                                                                                                                             Em Luxor visitamos:
Vale dos reis -lugar misterioso em meio a montanhas de arreia, onde estão os mausoléus de 64 faraoós. Todas as tumbas estão em direção a O onde se põe o Sol.    

Vale dos Reis

                                                                                                                                                                                        –   Monumento- Deir al Medina  – Imponente monumento construído na montanha para abrigar os restos da rainha Halshepsut.
                                                                                                                                                                                                   
                                                                                                         

Monumento Deir al Madina

 
– Templo de Karnak- é o maior do mundo possui 74 hectares. Tempo para sua construção: de 2000  a C a 80 a C.

Templo de Karnak- sala dos sacerdotes. Aqui encontram-se as maiores colunas do mundo. A mais alta mede 26 m e a mais baixa 16m. são 134 colunas em 16 filas. 10 homens pra abraçar uma coluna. Quem visita testa.

– Templo de Luxor  1250 anos a C. Este templo tem sido utilizado para grandes concertos: Aída, Plácido Domingos e outros.

Templo de Lúxor

Read Full Post »