Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘paraiso ecologico’

O Brasil é um País privilegiado em sua natureza. Fica impossível, nominar, dentre tantos, um lugar para chamar de paraíso. Se eu eleger Bonito com sua beleza inominável, como ficaria: Fernando de Noronha, Lençóis Maranhenses, o Pantanal tanto do lado Norte como o do Sul e toda a Amazônia da Ilha do Marajó passando pelos rios com seus afrodisíacos igapós e igarapés, o Delta do Parnaíba, as Chapadas Diamantina, Guimarães e as inumeráveis grutas e cavernas? pois é, então realmente, desta vez vou me ater apenas a um desses paraísos: BONITO, com o seu próprio nome já diz.
A cidade está em meio a um dos vales de planalto da Bodoquena, cuja rocha predominante é o calcário. Entre essas rochas, há espaços, dos quais denominados de grutas ou cavernas. Assim, no Planalto da Bodoquena devem existir mais de cem cavernas. No subsolo do município há rochas que acumulam água, proveniente da chuva, formando assim o lençol freático. A água atravessa rupturas de algumas partes de rochas calcárias, recolhendo seus minerais. Com isso, as águas das nascentes saem ricas em bicarbonato de cálcio e magnésio.
Neste paraíso tudo realmente é lindo e emocionante. Qualquer lugar que se visita é muito difícil não ficar emocionado com o que a natureza nos proporciona. É divino! Neste lugar fica difícil não sentir a presença de um Ser Superior que para mim é DEUS, o criador.
Vou começar postando algumas fotos do centro da cidade e a seguir dos diversos passeio que tive o privilégio de fazer:
CENTRO DE BONITO-
DSC01122
DSC01121
DSC01118
A cidade de Bonito está localizada no sul da região Centro-Oeste do Brasil, a oeste de Mato Grosso do Sul, sobre o Planalto da Bodoquena (popularmente conhecido como Serra da Bodoquena) e Depressão do Miranda. L Distâncias:
• 265 Km da capital estadual (Campo Grande)
• 1.399 km da capital federal (Brasília)
É a principal cidade turística da região da Serra da Bodoquena (juntamente com Bodoquena, Jardim e Guia Lopes da Laguna), sendo o turismo a principal atividade da região há muito tempo, além de estar em constante evolução buscando a interferência mínima na natureza. Bonito reúne um conjunto de equipes, empresas, ONGs e órgãos governamentais que buscam organizar e coordenar o ecoturismo, visando sempre a sustentabilidade local e a conservação da natureza.

Gruta do Lago Azul – Considerada o cartão postal da cidade de Bonito a Gruta do Lago Azul é um passeio contemplativo e histórico que tem início com uma caminhada de aprox. 300m até a entrada da caverna, onde já se pode ter uma idéia de sua beleza. Descendo aprox. 200m por uma escadaria cavada na terra, avista-se um lago que encanta pelas águas de tom intensamente azuladas e belíssimos espeleotemas de milhares de anos. O receptivo oferece bar e restaurante, sanitários e loja de souvenires. Os equipamentos necessários para a realização do passeio estão inclusos no valor. OBS: Uso obrigatório de tênis. Turismo em bonito.
DSC01153DSC01195
DSC01218
DSC01185
DSC01165

Buraco das Araras – Em meio ao cerrado uma dolina (depressão formada por desabamento), encontra-se o Buraco das Araras, uma enorme cratera totalmente em arenito com 120m de profundidade, 500m de diâmetro e uma beleza exuberante. O lugar que possui fauna e flora bem particulares foi adotado como habitat natural de diversos pássaros, principalmente as “Araras Vermelhas”. No seu interior podemos avistar ainda um lago habitado por jacarés da espécie papo amarelo. Turismo em bonito ms

Distância do Centro: 58 km
Duração do Passeio: 1h.
DSC01425
DSC01413
DSC01419
class=”aligncenter size-full wp-image-4565″ />
DSC01392DSC01393
DSC01396DSC01398
DSC01427
DSC01434
DSC01435
<img src="https://geografiadavida.files.wordpress.com/2014/03/dsc01411.jpg" alt="DSC01411" width="500" height="281"
DSC01395
DSC01397
DSC01439
DSC01450
DSC01451

Bote Rio Formoso – Realizado em botes infláveis por um dos principais rios da região, possui percurso de 6 Km, passando por três cachoeiras e duas corredeiras com uma parada para banho de aprox. 20 min. Durante o passeio tem-se a oportunidade de contemplar a fauna e flora às margens do rio até o desembarque na Ilha do Padre, onde o turista pode usufruir da infra-estrutura do local que possui vários decks e cachoeiras para banho, além de sanitários, vestiário, bar, lanchonete e restaurante. A Lua Cheia traz a emoção do passeio de Bote Noturno, onde é possível ouvir e focar animais de hábitos noturnos. O passeio de bote não tem limite de idade.
DSC01333
Bote 10H ft rosa 010
Bote 10H ft rosa 034Bote 10H ft rosa 036
Bote 10H ft rosa 037
Bote 10H ft rosa 043
Bote 10H ft rosa 055
Bote 10H ft rosa 111
Bote 10H ft rosa 122
Bote 10H ft rosa 123
Bote 10H ft rosa 131
Bote 10H ft rosa 132
Bote 10H ft rosa 133
Bote 10H ft rosa 134
Bote 10H ft rosa 172

Aquario Natural – Situado na Reserva Ecológica Baía Bonita, o passeio tem início com uma caminhada de aproximadamente 15 minutos por uma trilha na mata ciliar, que leva até a nascente do Rio Baía Bonita, onde é realizada a flutuação de aproximadamente 900m rio abaixo.
O visitante flutua na companhia de peixes e aprecia uma rica vegetação subaquática, que dá a sensação de estar num verdadeiro aquário. Todo o percurso tem o acompanhamento do barco de apoio. O Rio Baía Bonita deságua no Rio Formoso, o maior da região. Outra diversão do passeio é a carretilha, onde o divertimento é garantido. turismo em bonito

Distância do Centro: 07 km.
Duração do Passeio: ½ dia: somente flutuação
IMG_1701
IMG_1712
IMG_1758
IMG_1790
IMG_1799IMG_1821
IMG_1827IMG_1840IMG_1848
IMG_1904

Parque das cachoeiras c/almoço – O passeio começa com uma caminhada ecológica na mata ciliar do Rio Mimoso, observando os encantos da fauna e flora locais. Durante o percurso de 1.700m pode-se tomar banho e contemplar sete belíssimas cachoeiras formadas por tufas calcárias, cada uma com sua beleza e encanto próprio, além de pequenas cavernas, piscinas naturais e carretilha. O Almoço é servido no receptivo da fazenda.

DSC01346

DSC01347
DSC01353
DSC01355
DSC01364
DSC01369
DSC01367
DSC01375DSC01379

Boia Cross – Uma pequena caminhada de aprox. 300m na mata ciliar leva até o ponto inicial do passeio, uma emocionante aventura nas corredeiras do Rio Formoso em bóias individuais, com acompanhamento de monitores, num percurso de aprox. 1.200m enfrentando três cachoeiras e duas corredeiras. Além da aventura o visitante tem a oportunidade de contemplar as belezas naturais de suas águas cristalinas. O retorno é por trilha de aprox. 100m na mata ciliar que permite a observação da fauna e flora locais. turismo em bonito
Distância do Centro: 06 km.
Duração do Passeio: 40 min.
DSC01290
DSC01272
DSC01279DSC01315DSC01299
DSC01293
DSC01297

Não posso deixar de registrar que foi uma viagem espetacular. Fomos pelo Sesc Ipiranga e Pinheiros. A turma foi uma das melhores das várias excursões que já fiz pelo Sesc. Turma animada e do bem. Fiz muitos amigos os quais guardo no coração.

Faltaram muitas fotos, mas não posso mais enrolar para postar esse assunto. Já fiz outras mil viagens nesse ínterim ( Pantanal, Amazonas e já estou de partida para Israel e Jordânia) assim era preciso postar logo.
Mas confesso que ao olhar as fotos fiquei decepcionada, pois BONITO é tão BONITO que nenhuma foto retrata sua beleza por inteiro. Tem que viver a sua geografia ao vivo e a cores.

Read Full Post »

O Pólo Parque dos Lençóis, situado no litoral oriental do Maranhão, envolve os municípios de Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro e Barreirinhas. Seu maior atrativo é o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, belo e intrigante fenômeno da natureza, que tem Barreirinhas como principal portão de entrada. As fotos a seguir são de Barreirinhas.

Praias – Ponta do Mangue, Moitas, Vassouras, Morro do Boi, e Barra do Tatu são algumas das belas praias que esperam pelo turista em Barreirinhas. Chega-se de barco a todas elas, partindo-se da sede do município.        O  O Parque  O Parque Nacional dos Lençóis é um Paraíso ecológico com 155 mil hectares de dunas, rios, lagoas e manguezais. Raro fenômeno geológico, foi formado ao longo de milhares de anos através da ação da natureza. Suas paisagens são deslumbrantes: imensidões de areias que fazem o lugar assemelhar-se a um deserto. Mas com características bem diferenciadas. Na verdade chove na região, que é banhada por rios. E são as chuvas, aliás, que garantem aos Lençóis algumas das suas paisagens mais belas. As águas pluviais formam lagoas que se espalham em praticamente toda a área do parque formando uma paisagem inigualável. Algumas delas, como a Lagoa Azul e Lagoa Bonita já são famosas pela beleza e condições de banho.

 .

Como conhecer essa maravilha que a natureza nos propociona? 

– De Barreirinhas até o Rio Preguiças, onde se atravessa de balsa,  utilizando veículos apropriados 4×4, por meio do qual se chega até o início das dunas, numa espécie de estacionamento dos  veículos4x4. 

Mas qualquer que seja o meio de Transporte escolhido a partir de São Luís, a estrada para o Parque dos Lençois é a mesma e só pode ser feita em veículo apropriado, conforme acima demosntrado através das fotos.

– De avião bimotor e monomotor, a partir de São Luís, chega-se a Barreirinhas em 50 minutos, em média. A vantagem desse meio de transporte é poder apreciar as belíssimas paisagens aéreas dos Lençóis.

 

Qual é a melhor época para visitar os Lençóis?

Qual é a melhor época para visitar os lençóis maranhenses? Existe mesmo uma época correta para se visitar os Lençóis Maranhenses?

Existe sim um perído mais favorável!

Durante todo o ano é possível visitar os lençóis maranhenses e encontrar lagoas para se banhar mas, como as lagoas se formam com o acúmulo da água da chuva, a falta de chuvas pode esvaziar algumas das lagoas dependendo do período do ano.

Chove durante todo o primeiro semestre, de dezembro a junho, e as chuvas costumam terminar pouco antes do início das festas juninas, que inauguram o início da alta temporada no Maranhão.

Portanto, para visitar os Lençóis Maranhenses especificamente o ideal é ir logo após o período de chuvas, pois costumeiramente as lagoas estão bastante cheias. Mas, como dito, durante todo o ano é possível aproveitar as belezas da região, que não se limitam ao Parque Nacional.

AGUARDEM O PRÓXIMO POST NORUEGA

Read Full Post »