Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘fim do mundo’

Patagônia Argentina

 Patagonia é uma região natural que se localiza no sul da América do Sul, abrangendo quase um terço dos territórios da Argentina e do Chile. São quase 800.000 quilômetros quadrados de território virgem, pouco explorado e de escassos habitantes. Começa perto do paralelo 37 e estende-se até a ilha da Terra do Fogo, cuja capital é Ushuaia – conhecido como o fim do mundo. Uma região riquíssima em recursos naturais de rara beleza, considerado um dos mais belos do planeta. Com suas paisagens contrastantes: para oeste está o mar do pacífico, de norte a sul corta a Cordilheira dos Andes, no centro da região, a Patagônia extra-andina, desértica, formando pedregosas mesetas e grandes extensões de campo, para o leste encontra-se a Costa Atlântica . E para o sul, chega-se até a Ilha Grande da Terra do Fogo. Uma conjunção perfeita de lagos, rios, montanhas, vales e estepe, uma eterna sucessão de imponentes paisagens. 

A Patagônia Argentina, está situada ao sul do Rio Colorado e se divide em duas sub-regiões: a primeira constituída por cadeias montanhosas permeadas por vales, bosques, lagos e geleiras, e, a segunda, formada por uma gigantesca meseta de variada morfologia, constituída por serras, desertos, depressões, infinitas estepes e amplos vales fluviais.Patagônia Argentina ocupa as províncias de La Pampa, Neuquén, Rio Negro, Chubut, Santa Cruz e Tierra del Fuego. Todas têm em comum a enorme beleza de suas paisagens, as grandes distâncias e sua pouca densidade de populaçao. Do lado da cordilheira se destaca a grandeza de suas montanhas e bosques  que emolduram lagos de águas cristalinas, geleiras milenárias e uma rica variedade. Do lado Atlântico reina a baleia franco austral que compartilha as àguas com orcas, lobos e elefantes marinhos, pingüins e golfinhos. Entre as montanhas da cordilheira dos Andes e o  oceano Atlântico, as áridas mesetas varridas por incontroláveis ventos, encerram em seus vales múltiplas e curiosas riquezas naturais e culturais. Santa Cruz oculta tesouros como os Bosques Petrificados e o Glaciar Perito Moreno. Chubut há também tesouros culturais bem conservados, como as localidades do Gaiman e Travelín. Ali, os desendentes dos colonos galeses que chegaram no final do século XIX à província do Chubut, ocupam-se de manter vivas as tradições de seus antepassados.Um circuito especialmente dotado de beleza é o denominado “Ruta de los 7 Lagos” em Neuquén, para viajar desde Junín de los Andes até San Carlos de Bariloche (Rio Negro), destino turístico por excelência. Esta cidade atrai a milhões de turistas que praticam esportes invernais, turismo aventura ou a simples contemplaçao da natureza. No extremo sul está a cidade da Ushuaia. Entre as visitas que indico se encontram: os Museus do Fim do Mundo, o antiguo Presídio,  Trem do Fim do Mundo que chega até o Parque Nacional Tierra del Fuego, no parque uma navegação pela Baia de Lapataia até a Ilha Redonda é imprescindível e um passeio pelo Canal de Beagel também.

Cerro Castor UshuaiaTren Fin del Mundo UshuaiaGlaciar Upsala El CalafateOs Glaciares El CalafatePenínsula Valdés Argentina 300x208 Península Valdés, Argentina Wonders Of The World Wonders Of The Argentina wonders of nature weather peninsula valdes visit peninsula valdes Southern Sea Southern Right Whale Southern Elephant Seals Southern Elephant Seal Shallow Bays Sea Lions Sea Lion Right Whales Right Whale Regional Population peninsular valdes peninsula valdes tour peninsula valdes pictures peninsula valdes map Peninsula Valdes Pebble Beaches Peak Numbers Marine Mammals Magellanic Penguin Intertidal Mudflats hotel peninsula valdes Elephant Seals Elephant Seal Coastal Sand Dunes Coastal Lagoons Coastal Conditions Argentina

A Patagônia é uma imensidão cheia de mistério. Lá o ser humano percebe a sua insignificancia  e  acaba se rendendo  a grandeza da natureza. É tão fascinante que às vezes fica difícil decidir para qual parte viajar. Optamos por conhecer Ushuaia- (Terra do Fogo), El Calafate e a Península Valdés (Puerto Madryn).

 

Ushuaia- A cidade mais austral do mundo – também conhecida como o Fim do Mundo – tem pouco mais de cem anos e já possui uma história riquíssima com um entorno paisagístico espetacular contornado por bosques, montanhas, rios e lagos. Está localizada na Ilha da Terra do Fogo.

É o ponto de partida para percorrer e descobrir lugares únicos na Argentina: navegar no Canal de Beagle, alcançar o Farol do Fim do Mundo, percorrer o Parque Nacional mais austral do mundo, e partir desde sua baia até a imensa e misteriosa Antártica. ILHA DOS LOBOS MARINHOSIlha dos Pássaros- Corborones

 Farol do Fim do Mundo -Canal de Beagle abaixo  a pinguinera (pinguins de Magalhães)No volta do passeio pelo Canal de Beagle, aportamos na  Estância Harberton onde passamos pela estância dos Siberian Husky.Nacional Lapataia está a 18 km de Ushuaia. Foi criado em 1960 para proteger a porção mais austral de bosques subantárticos. No parque é possível caminhar atrás do Canal de Beagle, pela Bahia Ensenada. A outra via de acesso é pela Bahia Lapataia, a mais utilizada pelos turistas.

El Calafate- Está localizado no Corredor Austral à beira do Lago Argentino. El Calafate é a porta de entrada para o majestoso mundo dos glaciares e todos seus atrativos, como a incrível variedade de fauna e flora e os vestígios de culturas indígenas.

El Calafate está situado a 315 km de Río Gallegos, capital da província de Santa Cruz, e a 80 km da entrada ao Parque Nacional Los Glaciares.

 

Parque Nacional Los Glaciares

Enquadrado em uma paisagem de Estepe, surpreende aos turistas com a imensidão de suas paisagens, a cor azul-pavão do Lago Argentino e a vegetação própria de uma zona desértica, em um paraíso de álamos, sauces e pinhos. O Glaciar Perito Moreno é o cenário mais conhecido. Percorrer o Parque Nacional, navegar pelo Lago Argentino e acercar-se à imponente parede de gelo dos glaciais, respirarando o ar limpo e penetrante,  pensando unicamente na imensidão que  rodeia é uma dádiva divina, e quem tem essa oportunidade tem que ser eternamente grato com o presente recebido pela mãe natureza.

Sua infraestrutura está dedicada exclusivamente a oferecer serviços turísticos, com uma ampla gama de ofertas hoteleiras, de transporte, culinária e venda de produtos regionais e artesanais de todo o país. Fizemos um passeio imperdível pelos Balcones de Calafate– saimos numa Lan Rouver 4 X 4 e fomos ver os contrastes de cores que esse passeio nos proporcionou: água, céu, terra, flores, montanhas e pedras. Que grandiosidade deDeus!!!… Almoçamos  numa cabana que é um ponto da excursão em meio a imensidão .

Puerto Pirâmides / Península Valdés Em 1999, Valdez foi declarada pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.Sobre o mar atlântico a 1450km de Buenos Aires, e a 77 kilômetros de Puerto Madryn, Península Valdés é uma Área Natural Protegida na qual todos os anos e em diferentes momentos chegam gigantescas baleias francas, lobos e elefantes marinhos, pinguins, orcas, golfinhos, aves marinhas e lugar também onde habitam guanacos, choiques, maras, raposas, e outras espécies terrestres. É o lugar escolhido pela Baleia Franca para sua reprodução. Todos os anos de junho a dezembro, podem observar-se estes maravilhosos animais oferecerem um espetáculo imperdível. A Biodiversidade e a riqueza natural desta região da Patagônia Atlântica , fizeram que seja declarada Patrimonio Natural da Humanidade pela Unesco em 1999. Ao leste, a costa atlântica atinge sua máxima glória na Península Valdez , espécie de mega zoológico natural ao que os elefantes marinhos, os pinguins, os lobos do mar e, sobretudo, as baleias francas austrais, chegam a cada ano para acasalar ou ter suas crias.
Poucos lugares no mundo oferecem a possibilidade de observar em seu âmbito natural a quantidade e diversidade de animais e espécies que cada ano se fazem presentes na Península Valdés.

 

 A viagem toda foi tão  gratificante e deslumbrante que acabamos tirando mais de 3 mil fotos. Essas são apenas algumas, que com muita dificuldade, selecionei para dar uma idéia do que é  uma parte da Patagônia Argentina

Read Full Post »